Mitos Sobre User Experience

UX Design | 27th Julho 2015

Tal como os mitos urbanos, os mitos sobre user experience tendem a aparecer, de vez em quando, e a passar por verdadeiros até que alguém os exponha como realmente são: percepções erróneas. Uma das nossas áreas de trabalho na Hi INTERACTIVE é a UX e, sendo esta parte do nosso negócio, deparamo-nos com estes equívocos diariamente. Decidimos inspirar-nos num interessante artigo, escrito por Zoltán Gócza e Zoltán Kollin, e clarificar alguns dos mais insinuados mitos sobre user experience.

Mitos sobre User Experience: pessoas

MITO N.º 1 - AS PESSOAS LEEM NA WEB

As pessoas leem o conteúdo, desde que não sintam que é uma perda de tempo. Mais do que ler na íntegra, a tendência natural das pessoas é fazer uma leitura diagonal do texto, procurando palavras-chave destacadas, consultando cabeçalhos e favorecendo pequenos parágrafos. Não aumente demasiado as expectativas, contando que os utilizadores decifrem longos texto, instruções supérfluas, materiais promocionais e notória publicidade.

MITO N.º 2 - AS PESSOAS NÃO FAZEM SCROLL

Talvez fosse verdade na década de 90, mas as regras do jogo mudaram entretanto. Se lidar com conteúdo mais extenso, o scroll pode inclusivamente melhorar a sua usabilidade. É verdade que todo o conteúdo above the fold (parte da página que é visível sem ser necessário fazer scroll) será alvo de maior atenção e será perscrutado pelos utilizadores para decidirem se o conteúdo da página vale ou não a pena ser lido. No entanto, não deve comprimir todo o seu conteúdo para ficar above the fold.

MITO N.º 3 - AS PESSOAS SÃO CAPAZES DE DIZER O QUE QUEREM

Pode perguntar às pessoas o que elas desejam. Mas, por favor, garanta que tem a capacidade de fazer as perguntas certas e de interpretar as respostas. É também importante não considerar estas respostas como incontestáveis: é muito provável que façam falsas previsões sobre comportamentos futuros e existe sempre uma grande diferença entre a UX real e a UX extrapolada.

MITO N.º 4 - AS PESSOAS UTILIZAM SEMPRE O PRODUTO DA MANEIRA PRETENDIDA

As suas intenções poderão ser as melhores, mas não existe volta a dar: as pessoas utilizarão o seu design da forma que o designer menos espera. Não é necessariamente trágico: os utilizadores farão caminhos que nem sequer consideraria possíveis e, ainda mais importante do que isto, farão o seu próprio caminho. Não há, por isso, necessidade de levar este comportamento a peito.

MITO N.º 5 - AS PESSOAS SÃO RACIONAIS

Aqui estão as más notícias: apesar de tudo o que a teoria de economia clássica nos tem vindo a fazer pensar, o comportamento das pessoas não é precedido de uma profunda análise do custo ou da utilidade. De acordo com as pesquisas, as emoções, mais do que o pensamento racional, estão na base das nossas decisões. Se os designers empregarem algum tempo na compreensão do processo de decisão humano, podem ir muito além da usabilidade e criar produtos que podem, efetivamente, influenciar o comportamento dos utilizadores.

Mitos sobre User Experience: design

MITO N.º 6 - O DESIGN SERVE PARA TORNAR UM WEBSITE BONITO

Este mito em particular surgiu, muito provavelmente, da falsa concepção de que o web design é similar a uma fachada e que tem muito pouco que ver com usabilidade. Na realidade, o design associa a forma à função e tem de atribuir usabilidade ao suporte, para além de o tornar emocional e visualmente apelativo. A derradeira função do design é a resolução de problemas.

MITO N.º 7 - O DESIGN TEM DE SER ORIGINAL

As condicionantes da nossa cultura têm, ao longo dos últimos dois séculos, tentado convencer-nos de que uma ideia original será automaticamente superior a algo reinventado. Não obstante, há muitos pontos a favor da adaptação de padrões de design de interface convencionais. Padrões de design testados e comprovados passaram no teste da usabilidade. Quaisquer novas soluções que apresentem algo 100% novo devem ser cuidadosamente ponderadas.

Mitos sobre User Experience: UX design 

MITO N.º 8 - UX DESIGN É USABILIDADE

O conceito de usabilidade baseia-se em permitir que os utilizadores alcancem os seus objetivos mas, apesar esta de ser uma componente importante de UX design, estes dois conceitos são distintos. UX design destina-se a proporcionar experiências surpreendentes às pessoas. Um exemplo icónico é o iPhone, que faz com que até um fracasso seja “mais agradável do que o êxito num Blackberry”.

MITO N.º 9 - UX DESIGN É UMA FASE DE UM PROJETO

O nosso último mito sobre ux design é que este é considerado apenas uma fase no processo de um projeto. Não poderia estar mais longe da verdade: UX design é a base de um projeto ou negócio. Começa com pesquisa sobre um plano de negócio, segue para o entendimento de como o serviço pode encontrar um lugar na vida dos seus utilizadores e está sempre sujeito a melhorias.

Não se prenda a mitos sobre user experience: venha ter connosco para falarmos sobre a verdadeira UX.

Voltar