Principais Previsões De UX Para 2016

UX Design | 12th Janeiro 2016
A UX é uma matéria cada vez mais indispensável para qualquer empresa: independentemente da área de especialização, a User Experience deve estar na base da estratégia de uma marca e no topo das prioridades de qualquer agência digital.

Todos os anos, os colaboradores da UX Magazine partilham algumas das suas previsões e como o presente ano beneficiará desta evolução. A equipa da Hi INTERACTIVE está sempre pronta para melhorar as suas competências de UX e, neste artigo, convidamo-lo a explorar 5 destas previsões e a descobrir como a UX pode mudar a sua empresa em 2016.

Os Desafios de Mudar: Adotar a UX

De acordo com Scott Plewes, Vice President of User Experience na Macadamian, dada a importância do atual papel da UX, várias empresas de grandes dimensões estão a contratar equipas de UX ou a adquirir empresas de UX para responder às suas necessidades e para melhorar as suas próprias capacidades.

Consequentemente, as empresas começam a compreender que contratar designers de UX não é suficiente: as grandes experiências requerem mudanças ao nível da gestão e da adaptação da cultura às práticas de UX. Assim, empresas que se consigam adaptar serão bem sucedidas enquanto outras não conseguirão atingir os seus objetivos.

O verdadeiro valor do Futuro

Stefan Moritz (Veryday) afirma que é bom refletir sobre as tendências da tecnologia e pensar mais além, mas argumenta que o futuro é já uma realidade no tempo presente e que as empresas simplesmente não estão a tirar o máximo proveito dele. Vivemos num tempo em que a tecnologia já não é uma barreira para o sucesso: a nossa mentalidade e a nossa criatividade é que o são.

Moritz declara ainda que o problema das empresas de grande escala é serem muito lentas, sendo que não conseguem acompanhar a velocidade do progresso e os seus utilizadores já estão focados em algo novo. No entanto, estas limitações podem ser superadas com a mentalidade e a estrutura de trabalho corretas. Respondendo às necessidades de hoje com a tecnologia de hoje podemos alcançar maiores conquistas em 2016.

Personalizar a Experiência

Liraz Margalit, web psychologist na ClickTale, declara que, em 2016, assistiremos à transformação da Experiência de Utilizador em Experiência Personalizada. De acordo com Margalit, cada vez mais empresas descobrem o poder da customização e de oferecer experiências totalmente personalizadas. Tem vindo a tornar-se tão popular que muitas marcas apostam na personalização como o ponto principal da sua estratégia de negócio.

O utilizador está a tornar-se parte integrante da cultura das empresas e esta mudança também se sentirá na estratégia de UX: será dada ao utilizador a oportunidade de ser parte da experiência.

Design “Touch First”

Nos últimos tempos, os designers têm-se focado no design mobile first, dada a crescente importância dos smartphones e tablets no mundo digital. Will Hacker, manager of interaction design na Cars.com, afirma que o próximo passo é desenhar experiências “touch first” preparadas para múltiplos dispositivos, sendo que cada vez mais computadores trazem ecrãs de toque.

Na verdade, Hacker declara que utilizar o tamanho do ecrã e o tipo de dispositivo para definir os pontos alvo de toque falhará sempre na adaptação a diferentes tamanhos e tipos de dispositivo. É tempo de aceitarmos o formato dos nossos dedos e tirar o maior partido das capacidades de toque dos nossos dispositivos.

Interações Subtis

Anders Arnqvist,UX and IXD Lead Designer na Veryday, refere que as nossas interações tendem a tornar-se cada vez mais subtis. Muitos dos nossos dispositivos atuais requerem mais interação e alguns estão até equipados com uma Inteligência Artificial rudimentar.

Em 2016 nem todas as interações irão precisar de um diálogo bidirecional ou um ecrã de interface: para gerir a utilização, os dispositivos permitir-nos-ão interagir de formas muito mais subtis, como um olhar. Os produtos seguirão o nosso ritmo e estarão mais bem informados sobra forma como os utilizamos.

Independentemente de como a nossa cultura digital e a nossa tecnologia evoluam, a User Experience será indispensável. Não fique para trás: deixe que a Hi INTERACTIVE eleve a sua UX ao próximo nível. Fale connosco.
 
Voltar