Deveria Implementar UX?

UX Design | 02th Agosto 2016



Esta é uma das questões que nos colocam regularmente, especialmente por, na Hi INTERACTIVE, darmos uma importância tão grande ao UX no nosso trabalho.

A resposta é fácil: Sim! Claro que deveria!

No entanto, embora responda à pergunta, não o ajuda a entender o que é que isso quer dizer e porque é que deveria implementar UX. Longe descrevermos apenas a visão Utópica de UX para solucionar problemas, esperamos apresentar razões concretas para que possa entender os seus benefícios.

Quem são os utilizadores?

Esta é uma das primeiras questões que perguntamos aos nossos clientes. Surpreendentemente, a resposta nem sempre é óbvia: muitos clientes têm ideias díspares consoante o seu departamento ou a sua posição na empresa.

Entender a diferença entre o público alvo e o público real e decidir em qual deles nos queremos focar é crucial para conseguirmos desenvolver a solução correta.

A primeira coisa que a nossa equipa faz é tentar entender para quem estamos a criar a solução. Sabemos que o sucesso de uma solução se define pelo facto de o utilizador querer ou não o usar essa mesma solução e de considerar que esta traz valor suficiente para a continuar a utilizar.

Estamos a resolver o problema correto?

Vemos centenas de aplicações ou soluções a inundar o mercado todos os dias, mas, apesar do interesse inicial, muitas são descartadas após alguns dias ou algumas semanas. Quando um cliente nos pede para criar uma solução, muitas vezes já tem uma lista de funcionalidades definida.

Descobrir quais os problemas que precisam de ser resolvidos não é tarefa simples: é muito fácil ser influenciado por opiniões e os utilizadores raramente conseguem dizer-nos exatamente o que querem.

Ajudar o cliente a compreender as dificuldades do utilizador e qual é a melhor solução dentro das capacidades da empresa é uma das responsabilidades do profissional de UX e parte do processo de crescimento.

As métricas corretas para medir o sucesso

Quando falamos de soluções digitais, existem milhares de dados disponíveis, sendo fácil alguém perder-se e focar-se na métricas erradas que, embora sejam interessantes, não nos dão as informações de que realmente precisamos.

É crucial estabelecer os objetivos certos para o projeto e entender quais os dados que nos confirmam o sucesso (ou não) da solução.

Uma das práticas elementares de UX é reunir com o cliente e perceber a estratégia do negócio e as métricas chave de sucesso do projeto. Só assim podemos servir bem tanto o negócio como o utilizador. Entender as métricas ajuda-nos a decidir aonde devemos focar os nossos esforços e, assim, criar uma melhor solução.​


Measure Success

O projeto nunca termina

Os dias de criar um pacote fechado e lançá-lo ao público fazem parte do passado. Utilizadores, tecnologia e concorrentes que estão constantemente a evoluir obrigam-nos também a evoluir continuamente a nossa solução, para melhor servir as necessidades do utilizador.

Obtemos este resultado através de testes de usabilidade e iterações contínuas, tornando a nossa solução numa máquina de constante evolução que nunca dorme.

O profissional de UX tem a difícil tarefa de “ler nas entrelinhas” do feedback dos utilizadores, tentar perceber quais as funcionalidades que irão trazer valor ao utilizador e quais se tornariam num desperdício de tempo e dinheiro caso fossem desenvolvidas.

Conclusão

Para além da sua popularidade, existem benefícios reais ao implementar UX na sua organização. Neste artigo explorámos algumas das vantagens principais; no entanto, UX pode contribuir ainda mais para ajudar a otimizar processos e despertar a inovação.

O nível de UX necessário pode variar consoante as necessidades do projeto ou da empresa.

Se ainda tiver dúvidas, contacte a nossa equipa para agendar uma reunião. Juntos conseguimos decidir a melhor estratégia para as vossas necessidades.

Voltar